TELEFONES

Orçamento sem compromisso: Palestra de Vendas, Palestrante de Vendas Curitiba (41) 99995 2061 ou 3015 0040 Palestra Motivacional para Empresas
Palestra de Motivação, Palestrante de Motivação

DESTINO

"Trabalho há alguns anos numa empresa como gerente de vendas e por várias vezes prorroguei a demissão de alguns vendedores.
Sempre dou-lhes mais uma oportunidade para mudar seus resultados, porém nem sempre são revertidos. Sinto que estou interferindo no destino das pessoas. Será que estou fazendo a coisa certa? Será que isso é bom ou ruim?"
Caro amigo, fico feliz por confidenciar à mim suas dúvidas e também pela sua sinceridade.
Às vezes, acho que ajudar é muito importante; mas carregar no colo, NÃO.
Devemos dar apoio, incentivar e motivar, mas quando a exceção começa a virar regra, há algo errado.
Muitas vezes damos oportunidades à pessoas que não querem ou não as merecem, tudo tem um limite. Sempre digo em nossas palestras que não existem problemas desinteressantes, o que existem são pessoas desinteressadas.
Abaixo uma história para ilustrar...


Conta-se que um homem cuidava de uma pequena capela.
João era seu nome e via todos os dias muita gente adentrar e orar com devoção, frente a uma cruz.
Certo dia, João, impulsionado por um sentimento de generosidade, ajoelhou-se diante da cruz e fez uma oferta ao Crucificado.
_Senhor, deixe-me ocupar o seu lugar na cruz...
O Senhor da cruz abriu os lábios e falou:
_João, posso atender o seu pedido somente mediante uma condição.
_Qual é Senhor? Será uma condição muito difícil? Estou disposto a cumpri-la.
Então, o Cristo disse:
_Aconteça o que acontecer, não importa o que possa ver, vai ter que guardar sempre absoluto silêncio.
João concordou imediatamente e respondeu:
_Eu prometo Senhor!
Fizeram a troca sem que ninguém percebesse. O tempo passou e João que substituía o Cristo conseguiu cumprir o seu compromisso, sempre mantendo-se calado conforme prometido.
Certo dia porém, um homem rico foi até a capela orar. Ao sair, esqueceu um pacote sobre um dos bancos.
João viu e se calou. Também não disse nada quando, umas duas horas depois, alguém que também viera orar, encontrou o pacote e o levou consigo.
Ainda ficou calado quando outro rapaz veio pedir as graças dos céus antes de seguir em uma longa viagem.
Contudo, o homem rico retornou em busca do pacote que esquecera.
Como não o encontrou, pensou que esse rapaz teria se apropriado dele. Voltou-se para ele e com muita raiva exigiu que o devolvesse com todo o dinheiro que estava dentro.
_Não peguei nenhum pacote!
- Defendeu-se o rapaz.
_Mentiroso!
- Gritou o homem rico.
E partiu para cima dele furioso, no intuito de agredí-lo.
Então, uma voz forte soou:
_Parem de brigar!
E João falou, defendendo o rapaz e censurando o homem rico pela falsa acusação.
_Ele é inocente.
O rapaz, porque já estava atrasado saiu correndo para sua viagem, e o homem rico que reclamava do pacote saiu em disparada para um rumo desconhecido.

Quando a capela ficou vazia, Jesus dirigiu-se à João e lhe disse:
_Desce da cruz. Não serves para ocupar o meu lugar. Não sabes guardar silêncio, e trocaram de lugar.
Então, Cristo explicou a João os seus motivos:
_Você sabia que era conveniente para aquele homem rico perder o pacote que trazia, pois dentro dele havia muito dinheiro obtido de forma ilegal.
Quanto ao rapaz, que seria agredido, você sabia que as suas feridas o teriam impedido de fazer a viagem que, para ele foi fatal, pois, já faz alguns minutos que o seu barco afundou e ele se afogou.

Conclusão
Devemos sim confiar um pouco mais no destino, pois às vezes, um tombo pequeno pode evitar uma grande queda no futuro.
Como diz um ditado: Deus escreve certo por linhas tortas.

Prof. Osmar Coutinho - Conferencista - www.osmarcoutinho.com.br

Realizamos Palestras abertas ou "in company", consulte-nos sem compromisso e sinta a diferença nos resultados.
(41) 3015-0040 | 9995-2061 - Curitiba/PR | Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.